Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho – LTCAT

Posts 6
LTCAT para a Previdência Social

O LTCAT é um documento técnico elaborado por engenheiro de segurança do trabalho ou médico do trabalho, consubstanciando as atividades, local de trabalho e exposição a que o segurado estaria sujeito, representando um panorama da exposição ambiental do segurado. O LTCAT é o único documento que existe com os parâmetros para comprovar o direito aposentadoria especial! Mesmo para comprovar que não existe o direito a aposentadoria o LTCAT é importante. Inclusive, é bom lembrar que o LTCAT servirá de base para o preenchimento do PPP, uma vez que fornece transmite os dados a Previdência Social e fundamenta os arquivos do e-Social.
A GUIA Consultoria, é composta por uma equipe de profissionais capacitados, para efetuar o LTCAT de sua empresa oferecendo aos clientes, o suporte necessário para sua adequação previdenciária.

Anúncios

O que é a Avaliação Psicossocial?

Avaliação Psicossocial
Avaliação Psicossocial

A Avaliação Psicossocial compreende aspectos comportamentais e de perfil psicológico, tendo enfoque na estrutura psíquica do profissional. A avaliação se tornou uma exigência do Ministério do Trabalho para aqueles que desempenham atividades em Espaço Confinado (NR 33) e em Altura (NR 35).
Seus objetivos:
– Identificar e mapear os riscos da função;
– Analisar as condições de exposição aos riscos;
– Analisar o perfil de comportamento e atitudes;
– Avaliar e devolução de resultados.
Em atendimento as Normas Regulamentadoras – NRs:
Concretizar a Avaliação Psicológica de profissionais que necessitam desempenhar atividades que demandam aptidões especificas alinhadas as práticas às Normas Regulamentadoras, como:
– Avaliação Psicossocial para atividades em altura – NR 35
– Avaliação Psicossocial para trabalhos em espaço confinado – NR 33
– Avaliação Psicossocial para operários na construção naval – NR 34
– Avaliação Psicossocial para atividades com inflamáveis e combustíveis – NR-20
– Avaliação Psicossocial para operação de máquinas e equipamentos móveis.
– Para profissionais envolvidos em atividades adversas ou que necessitem de habilidades peculiares.

Exames Complementares

Posts 1Os Exames Complementares são imprescindíveis para auxiliar em diagnósticos e avaliações. Sua solicitação é pertinente à função em análise e o resultado desses exames é um fator essencial na decisão de conferir “apto” ou “inapto” ao colaborador. Estes exames podem variar de acordo com os riscos inerentes a função desempenhada, são importantes para auxiliar na prevenção e detectar doenças em sua fase inicial. Os Exames Complementares, portanto, são quesitos auxiliares do Médico do Trabalho para fins de diagnóstico. São fundamentais para promover a saúde e o bem-estar dos funcionários. Geram benefícios como a redução de acidentes e a garantia de empregados mais adequados à função, além de evitar as implicações legais pela falta de atendimento à sua obrigatoriedade. No entanto, há diversas formas de promover o cuidado com o capital humano da empresa.
Gostaria de conhecê-las melhor?
Siga-nos nas redes sociais e não perca nenhuma novidade!

Invista em Treinamento

EAD
Cursos Online

O treinamento é a melhor maneira de fazer com que o colaborador conheça a função que será exercida. A partir daí, é possível munir o profissional com recursos e prepara-lo para executar o trabalho, sem oferecer riscos a si e aos colegas de equipe.
A capacitação evita potenciais ações trabalhistas referentes aos acidentes de trabalho, e evita uma série de custos agregados que podem advir da sua ausência.
Um bom programa de treinamentos otimiza o serviço, que passa a ser realizado com exatidão e segurança, aumentando a produtividade e mantendo a integridade física do colaborador.

A Importância do Treinamento Profissional

Posts 22
Treinamento Profissional

As empresas são centros de produção de bens materiais ou de prestação de serviços, que tem uma determinada importância para as pessoas que a elas prestam colaboração, para as comunidades que se beneficiam com sua produção e, também, para a nação que tem seus fatores de progresso no trabalho realizado por essas empresas. Nelas encontram-se presentes muitos fatores que podem transformar-se em agentes de acidentes dos mais variados tipos. Dentre esses agentes podemos destacar os mais comuns: ferramentas de todos os tipos; máquinas em geral; fontes de calor ou frio; equipamentos; móveis; veículos industriais; substâncias químicas em geral; vapores e fumos de solda; gases e poeiras; andaimes e plataformas; pisos escorregadios, escadas fixas e portáteis, entre tantos outros.
As causas geradoras de acidentes, entretanto, poderão ser determinadas e eliminadas resultando na ausência de acidentes ou na sua redução, quando forem geridos os Fatores de Acidentes.
Desse modo muitas vidas poderão ser poupadas, a integridade física dos trabalhadores será preservada além de serem evitados os danos materiais.
Para se combater as causas dos acidentes e se implantar um bom programa de prevenção precisamos, primeiramente, conhecer a sua conceituação.
A qualificação profissional tem como finalidade educar para prática de Segurança do Trabalho. Assim, entenderemos da necessidade de se implantar uma estrutura voltada à prevenção capaz de nortear os riscos de acidentes nas atividades do trabalho.

A Importância da CIPA

Posts 17
CIPA / NR-5

Ao longo dos tempos, a experiência tem mostrado que a preparação prévia do indivíduo contribui sensivelmente para a melhoria do seu desempenho. No que diz respeito à segurança, os esclarecimentos ao trabalhador quanto as possíveis condições inseguras dos ambientes de trabalho e dos procedimentos seguros que deverá adotar é fundamental para o sucesso de um Programa Prevencionista.
Num bom treinamento para os membros da CIPA, acreditamos promover a combinação indivíduo – função / atividades – segurança, alicerçando no treinamento, a implantação de conceitos e medidas de prevenção de acidentes do trabalho. Os resultados serão colhidos quando os membros da CIPA estenderem aos demais empregados, preceitos de segurança, reuniões, palestras, treinamentos, atendimento das solicitações que previnam acidentes e doenças ocupacionais.
Enfim, trabalhar o elemento humano é fator complexo, mas é possível, humanizar uma coletividade de trabalho e torná-la tão compreensiva quanto eficiente, o que consequentemente, consistirá na continuidade do trabalho operacional seguro.
Se não houver frutos, valeu a beleza das flores. Se não houver flores, valeu a sombra das folhas. Se não houver folhas valeu a intenção da semente. (Henfil)

Você já ouviu falar sobre CIPA?

Posts 14
Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

A Comissão Interna de Prevenção de AcidentesCIPA é um grupo de colaboradores da empresa, formado por representantes indicados pela direção e representantes eleitos pelos trabalhadores. Essa comissão tem a função de zelar pela segurança no ambiente de trabalho, sugerir melhorias para a empresa, acompanhar a eficácia e cumprimento dessas. Além disso, a CIPA pode dar apoio aos funcionários lesionados, acompanhar seu retorno ao trabalho e recomendar ações que possam isolar e/ou neutralizar possíveis riscos.
A CIPA preocupar-se não só com a saúde física dos colaboradores, como também de seu bem-estar, promovendo campanhas de conscientização e palestras preventivas. Procure a CIPA de sua empresa e conheça um pouco mais sobre as ações realizadas no seu local de trabalho!